Rss Feed
  1. You live to talk!

    quinta-feira, 8 de outubro de 2009


    Como é interessante uma conversa, quanta coisa descobre-se... Curioso é a facilidade, ou não, que temos de contar as coisas, existem pessoas que nos inspiram tanta confiança que contamos tudo, com pouca convivência, já outras, que com uma convivência considerável, não contamos nem o que jantamos na noite anterior (com um discreto exagero). A mais natural e comum das conversas é quando conversamos “sozinhos”, mas falo de conversar mesmo, com perguntas e respostas, por mais que muitos neguem tal fato, isso é uma realidade do ser humano, precisamos constantemente perguntar, responder, falar, argumentar, discutir... De qualquer jeito! Uma peculiaridade desse tipo de conversa é que por muitas vezes ela resulta muito surpreendente, existem problemas que de cara não vemos solução, mas depois de alguns minutos de uma séria conversa, com um dos melhores interlocutores, nós mesmos, achamos à resposta...Eterna necessidade de dialogo! Todavia, devemos ter cuidado, por que...

    “Existem coisas que contamos pra todo mundo, outras apenas para o melhor amigo, já algumas, não devemos contar á ninguém...”.(F.A)

    Precisamos sempre ter alguém... Quando não restar nenhum amigo por perto, apenas inimigos, vamos brigar com eles só pra ter o que falar!Quem sabe até nos tornarmos amigos, só para poder conversar!!!

    Uma boa conversa não se resume apenas no ato de falar e ouvir,mas pode ser no ato de escrever e deixar relatado um pensamento,uma idéia do momento...para que outros leiam...e achem suas respostas ou criem outras perguntas!

    “Um casamento feliz é uma longa conversa que nos permanecerá sempre demasiado curta.”André Maurois

    "A leitura de todos bons livros é como uma conversa com os melhores espíritos dos séculos passados , que foram seus autores , e é uma conversa estudada , na qual eles nos revelam seus melhores pensamentos."René Descartes

    |


  2. 1 comentários:

    1. E' bem verdade. Há pessoas que transmitem tanta confiança que não conseguimos parar de falar...

      :)

      Obrigada :D Gostei sim!