Rss Feed
  1. A Mudança

    sexta-feira, 25 de março de 2011

    O silêncio da casa grita por barulho;
    Tudo escuro, calmo, calmo demais;
    Falta uma luz, a criança, o cheiro;
    Coisas no lugar, nenhuma bagunça.

    O silêncio da casa esperneia por barulho;
    Janelas e portas sempre fechadas;
    Fogo não se acende;
    As plantas morrem, elas não podem pedir água.

    O silêncio da casa suplica por barulho;
    Roupas jogadas e ninguém pra brigar;
    Liberdade, privacidade, sossego;
    Solfejar do violão, cantarolar de uma canção.

    O silêncio da casa se acostuma;
    Mesmo com o silêncio A luz estará lá;
    Ele não achará o barulho de antes, mas ouvirá o dobrar de joelhos;
    Escutará a sinfonia de um Amém.
    |


  2. 1 comentários:

    1. Poblo disse...

      Muy bueno! Quiero la versión en español :-)